A consolidação da tecnologia no setor gráfico está estimulando o surgimento da Gráfica 4.0 - modernização de sistemas, maquinários e processos inspirados na Indústria 4.0. 

Gráfica 4.0: você sabe o que é?

Com a popularização da tecnologia, o conceito de Gráfica 4.0 ganha cada vez mais espaço, prometendo elevar o nível com a introdução de tecnologias inteligentes no local de trabalho, facilitada pela Internet das Coisas (IoT) – anunciando o início de uma evolução em toda a indústria gráfica em direção à “Indústria 4.0”.  

Entenda melhor o conceito e os rumos do setor para o futuro com a leitura a seguir. 

Qual a importância da Indústria 4.0? 

A Indústria 4.0 tem raízes em uma iniciativa do governo federal alemão, voltada para promover a informatização em todas as indústrias de manufatura, obtendo maior eficiência das empresas. 

De acordo com a explicação do seu criador, Henrik von Scheel, a Indústria 4.0 pode ser definida como a união entre os mundos digital, físico e virtual. 

Aqui no Brasil, para o Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (ABDI), a Indústria 4.0 envolve tendências como: fluxos de trabalho automatizados, computação baseada em nuvem e a combinação de inteligência artificial e análise de dados para avaliar processos e sugerir melhorias ou prever falhas antes que aconteçam. 

Tudo isso, se bem aproveitado, vai gerar um modelo de negócio mais moderno, aumentando a produtividade e qualidade!  

Como essa transformação se aplica à Gráfica 4.0? 

Durante a Expoprint 2018, um dos principais eventos do setor, a Gráfica 4.0 foi assunto muito discutido, chegando-se à conclusão de que ainda está sendo construída essa transformação tecnológica nas gráficas nacionais. 

Também foram dados exemplos do uso de novas tecnologias nos processos gráficos, entre eles: 

  • Sistemas e sensores inteligentes que informam às máquinas como devem trabalhar e fornecendo dados para maior controle da produção; 
  • Sistemas de controles industriais mais complexos e distribuídos, permitindo processos mais elaborados e minimizando erros; 
  • Comunicação M2M (Machie-to-Machine) em substituição a softwares de gestão, mais centralizados e rígidos.  

Ficou claro que no Brasil a transformação tecnológica em gráficas ainda está no início, porém, no exterior esse processo está mais acelerado.  

Nesse sentido, o especialista e consultor da área gráfica, Simon Eccles, dá alguns exemplos de como à Gráfica 4.0 chegou em países da Europa e nos Estados Unidos:  

  • Grandes fornecedores de equipamentos para impressão gráfica, como a Koenig E. Bauer, tem automatizado sua produção; 
  • Robôs têm sido usados para carregar e descarregar mesas de corte de grande formato; 
  • Uso de automação para anotar pedidos por telefone, passar orçamentos, registrar a solicitação e emitir a fatura em minutos. 

Como levar sua empresa para a Gráfica 4.0 

Desde o início da era digital os processos de pré-produção e uma parte da impressão no setor já vêm passando por uma série de evoluções.  

Ao automatizar, digitalizar e conectar em rede a tecnologia e os equipamentos usados na impressão ao longo dos anos e agora, é possível ver que muitos dos processos atuais já se aproximam parcialmente da Indústria 4.0.  

Mas é preciso ir além para que o setor gráfico brasileiro possa acessar todos os benefícios proporcionados pela Indústria 4.0.  

Para isso será preciso que as empresas passem por uma transformação significativa, segundo análise de Thomaz Caspary, em artigo do Guia do Gráfico, começando seu planejamento por dois pontos básicos: capacidade de investimento e capacitação de colaboradores

Considerando que os dois itens demandam tempo, o articulista aposta na adoção gradativa da tecnologia nos processos gráficos

No entanto, valerá a pena porque a Gráfica 4.0 oferece um ambiente de trabalho mais inteligente e eficiente, com benefícios como:  

  • Aumento de competitividade; 
  • Aumento de eficiência e qualidade;  
  • Promoção da inovação;  
  • Redução de erros e imprevistos; 
  • Diminuição de desperdícios;  
  • Tomada de decisões mais assertivas. 

Como você pode ver, a Gráfica 4.0 já é um movimento presente na indústria atual, mas que levará tempo para ser implementado em sua totalidade. No entanto, escolher os parceiros certos para sua gráfica é uma atitude que está ao seu alcance. 

Por isso, fale com um especialista Fastpel hoje mesmo e descubra como podemos ajudar sua empresa a obter resultados expressivos! 


Adicionar comentário

Your Email address will not be published